Tuesday, November 04, 2008

DE NOVO RECOMEÇAR

Novamente
E mais uma e outra vez
De novo começar
De novo no desejo de recomeçar
Vencer a indecisão, a dúvida e o talvez
E tudo de novo recomeçar pacientemente

De novo começar
De novo e outra vez mais, tudo recomeçar
Timidamente
Quiça mesmo envergonhados
E acanhados
Mas de novo tudo recomeçar novamente

De novo recomeçar
Com o raiar do sol madrugador
De novo tudo iniciar
Com o cantarolar do galo-despertador
Novamente
Tudo de novo recomeçar pacientemente

Sempre recomeçar
Mais uma vez e outra mais e ainda outra
Recomeçar na reconciliação da palavra
Na reconciliação do gesto amigável
E afável
E novamente tudo de novo começar

E de novo, novamente recomeçar
Com o despertar do farfalhar
Sorrateiro da perna
Com o cheiro inconfundível do desejo sexual
Matinal
De novo tudo recomeçar que vale a pena!

E outra vez mais, de novo começar
Tal como no princípio, com o desejo vivo e ardente
O amor será o lubrificante
Do reencontro dos corpos sedentes
E carentes
O amor (re)brotará cristalino debaixo lençol
Neste de novo tudo de novo recomeçar
Apadrinhado pelo raio matinal de sol!


Décio Bettencourt Mateus

in "A Fúria do Mar"

17 comments:

Meg said...

Caro Décio,

Como eu fico feliz com esta determinação!

Sempre recomeçar
Mais uma vez e outra mais e ainda outra
Recomeçar na reconciliação da palavra
Na reconciliação do gesto amigável
E afável
E novamente tudo de novo começar


Espero que continue a recomeçar já a seguir...

Um abraço

Decio Bettencourt Mateus said...

Pois é Meg, um encorajamento ao recomeço. Que nem sempre é fácil!

Obrigado.

Moacy Cirne said...

Sim, recomeçar é preciso. Sempre! Um abraço.

Decio Bettencourt Mateus said...

É verdade Moacy. No fundo estamos sempre a recomeçar alguma coisa.

ANNA MATHAYA said...

... só sentem realmente o orgasmo da vida os que têm coragem de recomeçar~
Abraços

Decio Bettencourt Mateus said...

A. Mathaya: concordo contigo. Na verdade ha sempre algum recomeco, a ser recomecado!

Andarilha descalça said...

Oi Décio, a nossa vida é um eterno recomeçar, aí reside a magia. Parabéns. Execelente poema. Vou colocá-lo em meu blog.
Abraço

Decio Bettencourt Mateus said...

Andarilha: suas visitas sao sempre benvindas. E o "De Novo Recomecar" vai com muito gosto para o seu blog. Obrigado

Rosita de Palma said...

Para 2009, desejo: Produção;Disciplina;Vigilância.
Rosa Muhongo (rosita de Palma)

Edson Macedo said...

Ou seja. Por mujito que achemos q perdemos, nada como recomeçar. Valeu a poesia porque ajudou-me a ver em frente. Estou numa fase q a vida regressou. Separação, longe dos filhos, ceia de natal com natal sem ceia e apenas só. Valeu encontrar esse poema porque o que mais tenho q fazer é só e apenas: RECOMEÇAR.
Posso agradecer?

Decio Bettencourt Mateus said...

Rosita de Palma: obrigado pela visita e os votos. Igualmente desejo-te muita produção em 2009.

Decio Bettencourt Mateus said...

Edson Macedo: sua mensagem mexeu comigo. Na verdade, sou eu quem agradece, por a minha mensagem ter tido algum efeito positivo em si. Isto é compensação suficiente para quem cria. Encorajo-o bastante a ser forte e com prudência superar os momentos difíceis que o afligem. Obrigado.

Um kandandu (abraço)

Nelson Ngungu Rossano said...

Eu espero recomeçar de novo, como uma pomba branca.... voar mais longe e nos renovarmos como pessoa... livres para podermos alcançar um novo mundo!!!!!

Decio Bettencourt Mateus said...

Amigo Nelson, uma presença sempre agradável. Todavia um pouco escassa, nos últimos tempos.

Aquele kandandu à angolana!

Meg said...

Amigo Décio,

Então o recomeço???

Um grande abraço e... saudades

Decio Bettencourt Mateus said...
This comment has been removed by the author.
Decio Bettencourt Mateus said...

Meg: obrigado pela visita. E pela provocação (no bom sentido, claro). Na verdade tenho muitos recomeços por recomeçar, só que aguardando publicação em livro. E olhando para trás para os outros recomeços já recomeçados há muito nos dois livros publicados, não me sinto muito motivado. Bem mas vou mesmo ter de postar algum recomeço quer seja novo ou não-novo.

Obrigado