Saturday, April 18, 2009

JÚLIA, A DANÇARINA

Movimenta-se para trás e para frente
São graciosos os seus movimentos
Movimenta-se alegre e contente
E mil pensamentos
Cintilando em mim
Mil pensamentos desfilando sem fim

E sorri de quando em quando
É bonito o show dos seus movimentos
É bonito o show e mil pensamentos
Malandros em minha mente
Enquanto Júlia balanceia o corpo ora para frente
Ora para trás e eu apreciando

Balanceia o corpo, movimentos insinuantes
Em sua ingenuidade de mulher-menina
Balanceia o corpo, movimentos cativantes
Júlia, a dançarina
A dar espectáculo de graça
A dar espectáculo, a mulher-criança

E volta e meia, sorri aqui para o lado
Sorriso-convite, sorriso malandro
A sugerir encontro
Júlia, mulher-menina
Mulher dançarina
A dar show para mim, seu apaixonado

E vai viajar a Júlia, a dançarina
Vai para o norte, talvez para o Uíge
Ou outra província mais longe
Vai-se embora a minha dançarina-menina
Vai dar show para um outro qualquer
Júlia, meu amor menina-mulher!

Júlia, a menina-dançarina
Vai dançar para um homem qualquer do norte
Ou mesmo de outra parte
Júlia menina linda
Meu amor relâmpago do aeroporto de Luanda
Júlia, a minha dançarina-menina!

Décio Bettencourt Mateus

in "Os Meus Pés Descalços"

8 comments:

NAMIBIANO FERREIRA said...

Estou vendo Júlia dancar... bela, provocante e ao mesmo tempo inocente...

Para quando o próximo livro??
Kandandu, mano.

Decio Bettencourt Mateus said...

É.É um pouco assim também que vejo a Júlia dançar, até hoje. Pena que não saiba se ela se chama mesmo Júlia (nem a conheço, sequer!). Pena também que ela não que o poema é dedicado à ela...
Mas que estava lá no aeroporto a dançar para mim, lá isso estava!

O próximo livro. "Xé Candongueiro" encontra-se já há cerca de seis meses à espera, na UEA.

Kandandu, mano

Rosita de Palma said...

Hummmm, essa Júlia arrasa multidões...
É um poema muito lindo sim senhora! e merece aplausos.Sr Décio, passe pelo meu blog, para a ver a linda "postagem" que fiz de "Os meu pés descalços".

Kandandu

Decio Bettencourt Mateus said...

Acho que acertaste, Rosita de Palma. A Júlia que estava no aeroporto de Luanda, com movimentos graciosos, mexeu de facto com a imaginação do poeta.

Obrigado por mais esta agradável visita e postagem

Fatima said...

Oi Decio!
Vim conhecer suas lindas poesias!
Gostei muito. Vc vai pra lista dos meus blogs.
Será um prazer receber sua visita lá em casa(blog).
Kandandu.
(viu como aprendo rápido Rsrs.)

Decio Bettencourt Mateus said...

Fatima: obrigado pela visita. Obrigado pela adicao ao seu blog. Com muito gosto e prazer visitarei seu blog.

Anonymous said...

Your blog keeps getting better and better! Your older articles are not as good as newer ones you have a lot more creativity and originality now keep it up!

Decio Bettencourt Mateus said...

Thanks for visiting and the comment. I will keep it up!